Banco de Mocambique: 40 anos de Independência Monetária

Banco de Mocambique: 40 anos de Independência Monetária

A história do Banco de Moçambique está intimamente ligada à história do País

Desde a sua criação a 17  de Maio de 1975, o Banco de Moçambique tem desempenhado as suas funções na prossecução dos objectivos de crescimento e de desenvolvimento do País.

Ao longo dos 40 anos da sua existência, tiveram lugar várias realizações, onde se destacam, na presente Cronologia, as seguintes:

(i) a criação de um banco central com funções de banco comercial (1975);

(ii) o processo de reestruturação e integração da banca (1975-1977);

(iii) a assunção do BM como instrumento de controlo da economia (1977);

(iv) a criação do Metical e o processo de troca do Escudo colonial (1980);

(v) a determinação do crédito à economia como instrumento de política económica assente nas prioridades do Plano Económico Nacional (1980);

(vi) a adesão de Moçambique ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e ao Grupo Banco Mundial (1984);  

(vii) os programas financeiros de Moçambique assistidos pelo FMI (1987-2010); 

(viii) a consagração, pela Constituição da República, do modelo de economia de mercado (1990);

(ix) a assunção, pelo BM, de funções exclusivamente de banco central (1992);

(x) a consagração, pela Constituição da República, do BM como o Banco Central do país (2004);

(xi) a introdução do Metical da Nova Família (2005);

(xii) o processo de bancarização da economia nacional (2007);

(xiii) a transformação das agências em Filiais do BM, a constituição da Sociedade Interbancária de Moçambique SA - SIMO, a introdução das Notas de Polímero como reforço dos

 mecanismos de segurança e durabilidade da moeda nacional – o Metical, a construção dos edifícios silo-auto e de escritórios do BM em Maputo (2011);

(xiv) a construção das Filiais de Nampula e Xai-Xai (2012);

(xv) a primeira participação do BM na Feira Internacional de Maputo (FACIM), o lançamento oficial e público do programa de educação Financeira do BM, como forma de garantir

maior conhecimento das instituições financeiras, seus produtos e serviços, a comemoração, pela primeira vez em Moçambique, do Dia Mundial da Poupança (2014) e;

(xvi) a distinção do Governador do BM, Dr. Ernesto Gouveia Gove, como melhor governador dos Bancos Centrais de África, pela revista “The Banker”, baseada em Londres e pertencente ao

Financial Times, como reconhecimento do sucesso alcançado na redução e controlo da inflação, crescimento e consolidação das reservas externas do país (2015).

7 de Setembro

A Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) e o Governo português assinam na capital zambiana os Acordos de Lusaka, sobre a Independência de Moçambique. A cláusula 16 destes acordos, determina que em Moçam¬bique deverá ser criado um Banco Central que terá também funções de Banco Emissor.

Para a realização desse objectivo o Estado Português compromete-se a transferir para aquele Banco as atribuições, o activo e o passivo do departamento de Moçambique do Banco Nacional Ultramarino. Uma comissão mista entrará imediatamente em funções a fim de estudar as condições dessa transferência.

13 de Setembro

Em Portugal, através do Decreto-Lei 451/74, são definidos os critérios de avaliação das acções do Banco Nacional Ultramarino para efeitos da sua nacionalização, instituição com cerca de 70% da economia de Moçambique, exercendo as funções de banco emissor.

Antigos Governadores do BM

Alberto Francisco Cassimo 21.05.1975 - 22.04.1978

Alberto Francisco Cassimo 21.05.1975 - 22.04.1978

Sérgio Vieira / 22.04.1978 - 28.12.1981

Sérgio Vieira / 22.04.1978 - 28.12.1981

Eneas Comiche 24.04.1986 - 24.07.1991

Eneas Comiche 24.04.1986 - 24.07.1991

Adriano Maleiane 24.07.1991 - 25.07.2006

Adriano Maleiane 24.07.1991 - 25.07.2006

Primeiras Notas do Metical

Cinquenta Meticais

Cinquenta Meticais

Cem Meticais

Cem Meticais

Quinhentos Meticais

Quinhentos Meticais

Mil Meticais

Mil Meticais

Fonte: 

Banco de Moçambique 1975-2015: Cronologia
Comissão Editorial e Produção Gráfica: Banco de Moçambique - Centro de Documentação e Informação, Maputo