Destaques

Com a morte de Samora Moisés Machel, Joaquim Alberto Chissano foi nomeado, pelo Comité Central da FRELIMO, presidente da República de Moçambique, em Novembro de 1986. Joaquim Chissano iniciou o seu ciclo de governação privilegiando a busca da Paz, a consolidação da democracia e da Unidade Nacional. 

Ler mais

De 23 a 28 de Setembro de 1962, foi realizado o I Congresso da FRELIMO, em Dar-esSalaam, na Tanzania. Este magno evento revestiu-se de importância histórica, na medida em que, para além de oficializar o Movimento que acabara de ser criado, foi também o Congresso da Unidade, em que moçambicanos oriundos de vários quadrantes se reuniram e tomaram decisões relevantes sobre o seu futuro.   

Ler mais

Maputo, 25 Jun (AIM) - O Chefe do Estado moçambicano, Filipe Nyusi, reiterou hoje a necessidade de se envidar esforços para a consolidação de uma paz efectiva e unidade nacional no país, pois estes são elementos imprescindíveis para o desenvolvimento do país.

Ler mais